BYD D1 EV começa a rodar em São Paulo em parceria com a 99

Elétrico tem 371 km de autonomia e foi especialmente desenvolvido para esse tipo de atividade

BYD D1 EV: já rodando em SP.

Não se assuste se a partir de hoje você chamar um carro de aplicativo pela 99 e chegar um novo e estranho veículo. Trata-se do BYD D1, modelo 100% elétrico que passou a compor a frota do app, que opera com motoristas parceiros. Mas você também terá que ser muito sortudo, pois só há uma única unidade em circulação, por enquanto, em São Paulo.

O D1 EV foi projetado a partir de uma parceria da BYD com a DiDi Chuxing, uma das maiores empresas de mobilidade do mundo e proprietária da 99. O desenvolvimento do modelo levou em conta a experiência da empresa no transporte de passageiros e opinião de usuários. Assim o destaque fica por conta do conforto para o passageiro, graças a um amplo espaço interno. Completa o pacote a porta traseira direita deslizante e automática, forma de facilitar o acesso ao interior do D1.

De acordo com a BYD as baterias são de 53 kWh e o motor elétrico tem 130 cv de potência e 18,3 kgfm de torque máximos. A autonomia é de 371 km. O D1 vem com modernos sistemas de assistência à direção como piloto automático adaptativo, frenagem autônoma de emergência e alerta de saída de faixa. Para a fabricante o D1 tem “porte de SUV médio com entreeixos de sedã grande de luxo”.

A iniciativa marca a entrada da BYD na chamada Aliança pela Mobilidade Sustentável, lançada em abril. Até agora a única montadora presente no grupo era a Caoa Chery.

Thiago Hipólito, diretor de inovação e do DriverLAB na 99, disse acreditar em “um círculo virtuoso entre todos os envolvidos na Aliança para permitir que veículos de matriz energética mais limpa sejam acessíveis aos motoristas parceiros da 99, tanto em termos financeiros quanto de infraestrutura. Também, com base nas experiências com o D1 na China, estamos aptos a falar sobre o que realmente funciona, em termos práticos, para os motoristas parceiros e passageiros, e para a indústria como um todo. Por isso, estamos trabalhando juntos para que o D1 seja uma realidade no Brasil ainda este ano”.

A aliança tem metas definidas como aumentar a participação dos veículos elétricos entre carros novos para 10% das vendas até 2025, criar 10 mil estações públicas de carregamento em todo o Brasil até 2025,  zerar a emissão de carbono pela 99 até 2030, colocar em circulação 300 automóveis elétricos da 99 ainda esse ano e chegar a 10 mil até 2025.

As empresas não revelaram como seria a proposta para tornar o D1 “uma realidade” no Brasil ainda este ano, como colocado pelas empresas — apenas foi anunciado que a iniciativa atual representa um teste. O mais provável é que o modelo seja oferecido com condições econômicas vantajosas para os motoristas da 99 via locadoras que fazem parte da aliança, a Movida e a Unidas.

Parece um táxi preto londrino…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s