Baterias usadas do Leaf alimentam postes de luz em Florianópolis há três anos

Projeto conjunto da montadora com a UFSC funciona de forma ininterrupta desde 2019

Um projeto pioneiro de reutilização de baterias usadas de carros elétricos no Brasil completou três anos com excelentes resultados. O conceito foi desenvolvido pelo Laboratório de Energia Solar da UFSC, Universidade Federal de Santa Catarina, com o apoio da Nissan.

A ação começou em 2019, com a doação pela montadora de doze conjuntos de baterias da primeira geração do Leaf, dos modelos que foram usados entre 2012 e 2016 em projetos experimentais da marca com táxis 100% elétricos no Rio de Janeiro e em São Paulo. Cada conjunto conta com 48 baterias.

O laboratório então instalou cinco postes de luz com painéis fotovoltaicos e lâmpadas LED em uma área do Campus da universidade em Florianópolis. A energia vem da luz solar e é acumulada nas baterias que um dia serviram aos carros, iluminando o ambiente à noite.

Um ponto muito interessante é que estes postes funcionam de maneira 100% independente do sistema de energia elétrica principal, não necessitando de cabos ou tomadas, sendo totalmente alimentados pela energia do sol. Outra vantagem é que eles funcionam normalmente mesmo quando falta energia elétrica na rede pública.

Como não estão conectados à rede elétrica, os postes economizam cerca de 500 Wh de eletricidade por dia.

O professor Ricardo Rüther, que coordena o Laboratório de Fotovoltaica da UFSC, explica que “após três anos de uso ininterrupto no dia a dia, este projeto se tornou um exemplo real das diversas possibilidades de aplicação de baterias de carros elétricos em uma segunda vida”.

Este tipo de poste de luz pode ser a solução para levar iluminação para regiões que não são atendidas pela rede tradicional de energia elétrica.

Humberto Gomez, diretor de Marketing da Nissan do Brasil, acrescenta que “temos o objetivo de desenvolver localmente o ciclo completo de vida do carro elétrico. A mobilidade elétrica está gerando, e ainda vai gerar, muitas oportunidades para toda a sociedade e a Nissan segue com o forte propósito de se manter na liderança desse novo mundo, do qual somos protagonistas desde 2010, quando lançamos a primeira geração do Leaf. Criar novos tipos de uso para as baterias usadas dos carros elétricos é um exemplo das oportunidades que temos e, nesse caso específico do projeto com a UFSC, pode, inclusive, gerar soluções de iluminação limpa para áreas urbanas ou mesmo regiões remotas do país”.

A Nissan já fez outros experimentos do gênero no Brasil. Um exemplo foi parte da energia utilizada no estande da montadora no Salão do Automóvel de 2018, que também veio de baterias de segunda vida do Leaf.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s