Audi Brasil promete ter a maior estrutura de recarga rápida da América Latina

E isso já no ano que vem, segundo a montadora

“Em 2023 a Audi do Brasil terá a maior infraestrutura de carregamento ultrarápido da América Latina.”

A promessa foi postada pela própria Audi ontem (27/12) em um aparentemente despretensioso storie na conta oficial da unidade brasileira no Instagram. Mas, para o segmento de eletromobilidade nacional, esse compromisso significa muito.

No final do ano passado a Audi Brasil já tinha anunciado investimento de R$ 20 milhões para dotar toda a sua rede de concessionárias no Brasil (são 42 casas) com carregadores rápidos de 150 kW. Mas, até agora, não havia data confirmada para completar tal iniciativa — e agora, aparentemente, há.

Neste ano, até novembro, oito carregadores rápidos de 150 kW foram instalados e estão operando em concessionárias da marca nas cidades de Curitiba, Maringá, Balneário Camboriú, Blumenau, Florianópolis, Uberlândia, Teresina e São José do Rio Preto. 

Com a totalidade das instalações previstas a Audi vai ultrapassar (e por larga margem) a Volvo no quesito infraestrutura de carregamento rápido no Brasil, ainda que o foco de cada uma das marcas seja distinto. Enquanto a Audi aposta em equipamentos instalados nas suas concessionárias, ou seja, em grandes e médias cidades, a Volvo monta uma rede em estradas, também com carregadores de 150 kW de uso gratuito.

A Volvo já instalou sete eletropostos espalhados pelos estados de São Paulo e Minas Gerais neste ano, de um total previsto de treze — seis deles, portanto, acabaram ficando para 2023. A segunda etapa deste plano de instalação de carregadores rápidos da Volvo prevê mais 13 carregadores, ou seja, quando as duas primeiras fases (de cinco) estiverem concretizadas ainda assim a Volvo terá 26 carregadores rápidos instalados no país, contra teóricos 42 da Audi — e isso tudo já no ano que vem.

A montadora das quatro argolas, entretanto, começou mal a iniciativa. No mesmo storie publicado no Instagram há um link para acesso a um mapa de carregadores “e-tron” dentro do site da montadora (veja aqui), mas nenhum dos carregadores rápidos de 150 kW já instalados pela própria montadora está listado ali. O sistema do site mostra apenas os carregadores de baixa potência AC, que a fabricante instalou já há algum tempo, e que têm funcionamento lento, às vezes até próximo de um carregador portátil. Esse fato, porém, não fica explicitado no site da fabricante.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s