Grupo Renault desenvolve novo conversor bidirecional para seus elétricos

Modelos da montadora receberão o novo equipamento V2G até 2030

O Grupo Renault anunciou nesta segunda-feira (16/1) que desenvolveu em parceria com a empresa CEA uma nova arquitetura de conversor eletrônico de potência diretamente integrado ao carregador de veículos elétricos. Resultado de quase três anos de pesquisa e objeto de 11 patentes conjuntas, este conversor de potência, desenvolvido a partir de materiais inovadores e mais compacto, reduzirá em 30% as perdas de energia, melhorará o tempo de recarga do veículo e garantirá a durabilidade da bateria, segundo a montadora. E será bidirecional (V2G), armazenando energia da rede elétrica e podendo realimentá-la quando (e se) necessário, assim como já ocorre, por exemplo, com o Nissan Leaf.

A montadora explica que as equipes de P&D da CEA e do Grupo Renault combinaram seus conhecimentos no campo da eletrônica de potência embarcada, em particular no que diz respeito a materiais semicondutores. A nova arquitetura também permite reduzir o aquecimento em 30%, facilitando o resfriamento do sistema de conversão.

Ainda mais importante, o trabalho dos engenheiros e pesquisadores permitiu, segundo a montadora francesa, redução no volume e no custo do equipamento — o que deve se refletir no custo dos carros elétricos das marcas do grupo (como Renault e Dacia). A expectativa é que o conversor equipe os veículos até 2030.

A nova arquitetura do conversor oferece capacidade de carga de até 22kW no modo trifásico, permitindo um carregamento mais rápido do veículo sem comprometer a durabilidade da bateria. 

Jean-François Salessy, vice-presidente de engenharia avançada do Grupo Renault, diz que “este projeto com a CEA superou nossas expectativas, confirmando a capacidade de alcançar o desempenho esperado em termos de eficiência e redução de volume. Ele abre grandes perspectivas para a eletrônica de potência, que é um verdadeiro desafio no veículo elétrico, de forma a tirar o melhor da capacidade das baterias. Além disso com o carregamento bidirecional o veículo serve à rede elétrica, e permite ao consumidor reduzir os custos com energia”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s